Dead Combo

Agenciamento

José Morais
josemorais@produtoresassociados.com
+351 914 764 548

 

Tânia Monteiro
taniamonteiro@produtoresassociados.com
+351 918 950 046

A música dos DEAD COMBO é indissociável dos espaços físicos e mitológicos que a geraram. Sem letras nem palavras, o duo de Tó Trips e Pedro Gonçalves canta com uma clareza desarmante o Tejo e Lisboa, Portugal e o Mediterrâneo, uma África idealizada e a vastidão da América, imaginada em Itália nos westerns de Morricone, majestosamente filmada por Wim Wenders e tocada por Ry Cooder. Para cantarem estes retratos, repita-se, não precisam de uma voz. Precisam apenas de uma guitarra e um contrabaixo que, informados por uma certa vivência do rock’n’roll, conjuram anos e anos de música e atravessam continentes, reunindo o fado e os blues na mesma canção.

OS DEAD COMBO são Tó Trips e Pedro Gonçalves. Dois personagens que saíram de um livro de banda desenhada:  um Gangster e um Cangalheiro!

Desde 2003 gravaram 7 álbuns muitos dos quais premiados e amplamente aclamados pela critica Portuguesa e internacional.

Presença frequente em palcos internacionais, afirmam-se como uma das mais relevantes bandas do panorama musical português.

 

2020 não será um ano qualquer para os DEAD COMBO, é o ano em que decidiram acabar. Decidiram acabar, mas acabar em grande. Não é um final triste, porque há muita coisa para ser celebrada. De uma forma concreta, acabam como começaram: os dois. Voltam aos palcos com uma tour, num passeio pela história de uma carreira com mais de 16 anos, seis álbuns de originais (10 discos no total), e várias centenas de concertos por Portugal e pelo estrangeiro.

A Tour que marcará o final da história dos DEAD COMBO, começará no final de 2019 e estender-se-á pelo ano de 2020.